08/03/2019

Pantera Negra e o Oscar; Uma vitória da Marvel? - Mallu



   A cerimônia do Oscar ocorreu no dia 24 de fevereiro e foi marcada por discursos emocionantes e premiações progressistas - pelo menos para os padrões da academia. Depois do polêmico ano de 2017 (ano da hastag “Oscarsowhite”), onde pelo segundo ano seguido  nenhum ator ou atriz negro ou latino figurou entre os 20 indicados nas quatro categorias de atuação, a academia parece querer provar que está tentando ser mais inclusiva.



Texto Opinativo.


   Ou pelo menos tentar passar essa imagem para mídia. Acho que deu certo. Os maiores destaque foram os prêmios de melhor direção para a Netflix, digo para Alfonso Cuarón, com Roma. A cantora Lady Gaga recebendo o prêmio de canção original com Shallow. E, é claro, Pantera Negra que venceu nas categorias de Figurino, Design de Produção e Trilha Sonora. O título de “Marvel faz história e leva 3 Oscars para casa” foi recorrente nas mídias no dia seguinte.

   Pobre Marvel… Deve ser difícil ter seus filmes sempre indicados apenas na categoria de Efeitos Especiais - o único vencedor desse prêmio foi Homem-aranha 2 (2004), apesar de as animações da Marvel já terem sido premiadas anteriormente. Inclusive,  Aranhaverso levou o prêmio de Melhor Animação deste ano. Mas, os créditos desse feito eu dou a Sony e aos 140 animadores responsáveis pela animação super original do filme. E, sem dúvida, os créditos de Pantera Negra eu dou  a equipe.


“Houveram  muitas conexões afetivas com filme”


   Ryan Coogler, o diretor de Pantera Negra, sempre faz questão de destacar o importante papel da equipe no sucesso do filme. Hannah Beachler, produtora, em seu discurso no Oscar, agradeceu ao Ryan pelo “lugar seguro” que ela teve para poder criar sua arte. E em entrevista a Hawaii News, Robert Joe Cole, roteirista, disse que Pantera Negra era a oportunidade perfeita para fazer algo especial e de significado profundo. É fácil notar que esse filme vai além dos efeitos especiais. Um filme não só com um elenco de atores majoritariamente negros, como também, a produção e a direção têm um peso simbólico enorme. E, como pessoa negra, eu imagino o que o Coogler quer dizer sobre as conexões afetivas que uma equipe, que cresceu vendo filmes de super-heróis brancos, teve em produzir esse gigante com pessoas parecidas conosco.



Pantera Negra: Melhor Filme


   Apesar das concessões feitas pela Academia, o discurso conservador venceu em mais um ano. Pantera Negra perdeu o prêmio de Melhor Filme para Green Book. Mais um filme sobre tolerância e passividade ao racismo que o Oscar adora premiar. Filmes que provocam algum tipo resistência a esse discurso podem até entrar na seleção, mas dificilmente saem vencedores. Apesar disso, o problema do Oscar não é com a Marvel, por assim dizer. Não existe vitória de um grande estúdio chefiado com velhos brancos em ganhar um Oscar, isso já é bastante comum. A grande vitória é da rede de profissionais negros e latinos que lutam todos os dias por espaço e respeito. Sejam em grandes ou pequenos estúdios, seja em filmes de arte como Moonlight ou blockbusters de 1 bilhão de dólares. E com ou sem Oscar, estamos ocupando esses espaços com primazia e excelência. Vitória de Pantera Negra, vitória à negritude.





Espalhe a ideia, comente com os amigos! Compartilhe o que é bom!

http://nerdspeaking.blogspot.com.br/p/quem-somos_22.html

Twitter: @oNerdSpeaking
Instagram: NerdSpeaking
SoundCloud: Nerd-Speaking
Facebook: NerdSpeaking
 E-mail: nerdspeaking@gmail.com



Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você acha? Comenta aí!