20/12/2016

Rogue One: Uma História Star Wars - O relato de um fã! - Joe


   Hey pessoas, beleza? Aqui é o Joe e hoje eu venho fazer um review bem rápido sobre o mais novo filme (ou seria obra? xD) da franquia Star Wars, o Rogue One! Trago aqui na verdade um relato de minha experiência com esse filme, que talvez possa lhe ajudar a curtir ainda mais o clima dele quando você for ver nos cinemas. Enfim, confiram! 


Para um melhor aproveitamento deste post, CLIQUE AQUI para ouvir a nossa Indicação Musical!



“EU SOU FÃ, E QUERO SERVICE, PORR*!” – Anônimo, Nerd

   Pois é pessoas, finalmente chegamos ao final de 2016 e alcançamos o mais novo filme da franquia Star Wars – Rogue One. O filme era esperado para ser grande desde o seu primeiro teaser, lançado ainda em abril desse ano (que inclusive gerou até matéria aqui no NS, confere aqui!), e ficou hypando os nerds desde então!

   Confesso que desde o início minhas expectativas estavam bem baixas, e isso desde o primeiro teaser/trailer, quando fiz a minha análise dele aqui para o NS e descobri muitos pontos fracos na estruturação do filme, e nas pessoas que nele estavam trabalhando. Enquanto pesquisava, acabei esbarrando na bagagem do escritor e do diretor do filme - Chris Weitz e Gareth Edwards, e tenho que confessar que fiquei bem preocupado. Os filmes dos quais fizeram parte, seja como diretor, codiretor, escritor e afins não são títulos muito bem recebidos pela crítica, e na verdade, são filmes que variam entre medíocres e fracos, com plots mais simples e unicamente feitos para ter um box-office alto ( e mesmo assim, o nerd que vos fala comprou o ingresso da pré-estreia).

  Esse foi o meu primeiro questionamento sobre o Rogue One; Será um filme feito para alavancar ainda mais as vendas de filmes que não tem nada para dar, apenas dando mais da mesma fórmula pra saciar a sede de fãs? Será que é uma produção puramente pelo hype que despertou novamente na franquia? Parecia ser só mais um ataque ao saudosismo... Mesmo com o hype lá embaixo, e com as expectativas no chão, comprei o ingresso da pré-estreia do Shopping Recife, com a nova esperança do despertar da força dos nerds... (Sacou? Sacou? xD)




… I’m one with the Force,

The Force is with me…



     Nunca foi tão bom estar tão errado! Paguei com a língua tudo o que eu disse e pensei sobre o filme, porque é realmente muito bom! Pode ser que eu ainda esteja “sob efeito” do hype, mas listo aqui alguns dos motivos pelos quais o filme é realmente bom:

  O andamento e desenvolvimento são muito bem encaixados. Por alguns momentos cheguei até a pensar que o filme teria uma desacelerada brusca e ficasse monótono ainda em seu início, mas me enganei. Toda a comunicação deste filme é valida, até mesmo aquelas cenas que não parecem acrescentar nada que geralmente vemos em filmes blockbusters, em conversas em grupo dos personagens principais (como por exemplo, no avião dos Vingadores, em Era de Ultron ou no Esquadrão Suicida, no bar).

   O filme não entrega mais do mesmo, ou pelo menos parece tentar não entregar. Temos ali a força de uma nova perspectiva, desta vez mais distante dos personagens e menos em foco; Não há um equilíbrio equivalente entre o lado negro e o lado da luz da força. Rogue One é bem mais focado ali nas questões políticas em torno do império galáctico e dos rebeldes, e tenta não interferir com personagens “místicos” ou poderosos, que geralmente aparecem e ajudam os heróis galácticos a salvarem o dia. Agora são eles por eles mesmos.

   Um bom desenvolvimento de personagens. Pois é, Star Wars tem o poder e a força de transformar personagens completamente desconhecidos em personagens próximos! Apesar de não ter sido aquele desenvolvimento tão completo quanto o do Star Wars: O Despertar da Força, nenhum deles fica pra trás em ponto algum. Todo o andamento caminha bem para a conclusão da história.

   Um final extremamente épico! Essa sim, a parte que realmente fez tudo valer a pena; Que final sensacional! Tudo o que um fã realmente gostaria de ver em Star Wars, sem saber que gostaria de saber! Fez jus a toda à saga, construiu-se silenciosamente durante todo o decorrer do filme e explodiu cabeças no final e enfim! Apresentou um Darth Vader tão inesperado e imponente que fez com que toda a cena dele realmente brilhasse (aliás, se enegrecesse. Hehehe). Fã-Service na veia!

- Considerações Finais:

   Pois é nerds, o filme não foi apenas um saldo positivo para a nerdice, como provavelmente será um daqueles que ficará marcado para a próxima geração. Não tenho muito a reclamar deste filme, exceto em alguns momentos da trilha sonora, o que incomoda, mas não atrapalha. Se você é nerd e quer fã-service, este é o filme que você tanto esperava! Digo e repito: Nunca foi tão bom estar errado! O NerdSpeaking Indica!


(Ah, minha dica para você que é nerd iniciante: Se ainda não assistiu  nada da saga Star Wars, segure esse filme, faça aquela maratona com uma pipoquinha, e depois vá assistir. O NerdSpeaking Recomenda!) 










Encontrei até o Deco, lá do Qualquer Coisa LTDA na pré-estreia! :D
#NERDSUNITED

Espalhe a ideia, comente com os amigos! Compartilhe o que é bom!



Twitter: @oNerdSpeaking
Instagram: NerdSpeaking
SoundCloud: Nerd-Speaking
Facebook: NerdSpeaking
 E-mail: nerdspeaking@gmail.com





Nenhum comentário:

Postar um comentário

\O/ NERD FAZ TEXTÃO!! \O/