17/08/2016

Entendendo NO MAN'S SKY! - PSVictor



  Olá pessoal, tudo bem? Essa semana lançou o tão aguardado NO MAN'S SKY, e eu resolvi fazer esse post pra falar um pouco sobre o jogo e deixar algumas coisas mais claras. Confere aí!


   Antes de começar a ler, CLIQUE AQUI  e ouça a minha indicação musical para ficar mais por dentro do post!

“Where no man has gone before... Space, the final frontier...”

  No que se refere a No Man's Sky, pode-se dizer que é o jogo indie mais hypado dos últimos anos, quem sabe, de todos os tempos! Ele foi desenvolvido pela Hello Games, e é um jogo em primeira pessoa de ficção científica, com base na exploração espacial. Logo no anuncio em 2014 o hype já foi absurdo, e só nos últimos meses – chegando mais próximo ao lançamento do game - foi ficando mais controlado, mas ainda assim era um dos jogos mais aguardados do ano.


  O jogo se passa numa galáxia criada proceduralmente, ou seja, num sistema que se cria e recria automaticamente, gerando inúmeros mapas a cada passo que é dado, como acontece no Minecraft, que é praticamente infinito! O universo do jogo tem nada mais nada menos que 18 QUINTILHÕES DE PLANETAS, e é impossível que você consiga explorar todos, pois isso levaria mais de 5 bilhões de anos. Segundo os desenvolvedores, as texturas, os planetas, animais, plantas até mesmo o terreno, são todos únicos. TUDO é gerado pelo algoritmo desenvolvido por eles, e em consequência disso o jogo é extremamente leve, ocupando apenas 5 GB de armazenamento, o que é sensacional! Existem alguns "moldes", mas como tudo fica no final, é aleatório. E devido a tantas variáveis (até mesmo o tipo de estrela que o planeta orbita). É impossível ver planetas repetidos, talvez com algumas semelhanças, mas não iguais.



  O estilo gráfico do jogo tem uma característica muito única e elegante, e pessoalmente eu o considero muito bonito. Quanto às texturas no PS4: Às vezes algumas texturas do solo parecem ter baixa resolução, mas nada de mais. Já no PC isso é mais suavizado. Isso é bem explicado nesse vídeo do Digital Foundry:



  Mas se você não entende inglês, eles basicamente explicam que esse jogo usa uma forma diferente de renderização; As texturas dos planetas não usam polígonos, e sim voxels, que é basicamente um polígono com apenas um ponto num espaço 3D ao invés de três, e consequentemente o processamento dos objetos fica mais simples e leve. Também falam que as construções como estações espaciais usam polígonos normais.
  E como todo jogo muito hypado ultimamente, No Man's Sky não escapou das polêmicas. Da existência ou não do multiplayer, até pessoas criticando o "vazio", ou a "falta" do que se fazer no jogo. Então vamos aos fatos:


Primeiro, a "falta" do multiplayer

Na verdade, essa ausência não chega a incomodar, pois a exploração e as infinitas possibilidades se sobressaem. Entendo perfeitamente a crítica sobre a falta do multi, mas não faz essa falta absurda. É bem provável que eles desenvolvam um modo multiplayer no futuro, pra ajudar a manter o jogo vivo. Um multiplayer no estilo do Minecraft, por exemplo, seria perfeito nesse jogo. Juntar amigos, se "instalar" em um sistema, explorar, juntar recursos, fazer trocas e até batalhar contra outros players. Seria uma ótima adição ao game, e como várias pessoas já deram esse “pitaco”, provavelmente já está sendo discutido algo do gênero. O problema, é que tem gente achando que eles disseram que de fato ia ter o multiplayer, quando na verdade eles diziam que não deveríamos esperar por um multiplayer.

E por fim, e quem sabe até mais importante: Em relação ao vazio/falta de objetivo.

  O jogo já tinha deixado claro qual era a sua proposta a muito tempo (pelo menos um ano). O principal foco do jogo é a sobrevivência e a exploração. Existem ambientes que são hostis, e que você tem que fazer de tudo para sobreviver, planetas extremamente frios, quentes, radioativos, animais que podem lhe atacar, conflitos que podem acontecer no espaço e afins. Além disso temos a exploração, que é o principal alicerce do jogo. Coleta de recursos, fazer upgrades na nave, armas, traje espacial, venda e troca de itens com os alienígenas presentes no jogo... E isso tudo gira em torno do seu objetivo principal no jogo, que é chegar ao centro da galáxia. Por mais que isso pareça chato ou repetitivo é apenas questão de gosto ou de ponto de vista, afinal de contas, como já foi mencionado, propostas assim repetem-se diariamente no universo dos games, como Minecraft, Skyrim, Elder Scrolls Online e por aí vai.

- Considerações Finais:

  Muita gente não tem noção do quão pequenos e insignificante nós somos (e eu não digo isso de forma pejorativa) comparados ao universo, e isso de forma alguma é culpa nossa, pois é algo tão imensurável e intangível, que chega a ser difícil até de imaginar. No Man's Sky é um jogo que faz tudo isso muito bem. E quando alguém me apresenta um jogo com todas essas características, e toda essa grandiosidade, eu não consigo simplesmente negar essa oportunidade. Não como um ser humano comum, mas como um nerd. Simplesmente não posso...


“Where no man has gone before... Space, the final frontier...”




Espalhe a ideia, comente com os amigos! Compartilhe o que é bom!


Twitter: @oNerdSpeaking
Instagram: NerdSpeaking
SoundCloud: Nerd-Speaking
Facebook: NerdSpeaking
 E-mail: nerdspeaking@gmail.com



Nenhum comentário:

Postar um comentário

\O/ NERD FAZ TEXTÃO!! \O/