11/06/2015

Spiderman: A saga dos games #3 - Por Thiago Magno



                Eae pessoal! Aqui é o Thiago e hoje lhes trago a terceira parte dessa saga dos jogos do cabeça de teia. Eita! Quem nunca se divertiu no PS2?! Para mim, depois do Super Nintendo, foi a geração mais divertida que existiu. Os jogos deram um salto de evolução magnifico, pelo menos os da SONY. Bom, volta lá no tempo e sinta aquela sensação divertida do PS2 enquanto lê essa matéria, sinta-se... Nostálgico!
                Na parte dois falei sobre os jogos de PS1, cheio de altos e baixos como qualquer saga de jogos. Nessa irei falar sobre os jogos de PS2. Sigam-me os bons!



Spider-Man (The Movie Game)


                Em poucas palavras esse foi um jogo mais ou menos. Claro que nós na época não percebemos isso. Por quê? Simples! Esse era um game baseado no primeiro filme do Homem-Aranha, o melhor filme já lançado do cabeça de teia (pelo menos para uma grande maioria), todos então estavam no ápice de expectativas que esse filme nos trouxe. Da mesma forma que o filme conseguiu popularizar mais ainda o herói em outras mídias, até mesmo nos quadrinhos e animações, não foi diferente nos jogos. O jogo vendeu muito e impressionava em questões gráficas, graças a nova geração da época.
                O game foi lançado em 14 de abril de 2002, foi produzido pela Gray Matter Studios, com uma mãozinha da Treyarch Studios, distribuído pela Activision. Foi desenvolvido para as plataformas: PS2, PC, XBOX, GC e GBA. O jogo tinha múltiplas versões. Como assim? Para PS2 e XBOX havia uma devida versão com devidos gráficos e jogabilidade, assim como enredo, para PC, GC e GBA tínhamos versões totalmente diferentes e distintas uma das outras. Nessa época era comum existir isso. As mais vendidas foram a de PS2 e a de PC. A de PC trouxe uma versão totalmente nova e com gráficos renovados (para a época), assim como um gameplay adaptável para o teclado e o uso do mouse. Não joguei essa versão de PC quando mais jovem, então não desfrutei de sua total diversão que podia proporcionar na época. A versão de PS2... Essa sim joguei! Caramba! Assistia o filme e corria para o PS2 para me sentir o Aranha naquele jogo. Claro, na hora que a mamãe deixava jogar (risos)! O jogo tinha vestígios da jogabilidade da geração passada, mas os gráficos eram lindos (para a época), em questão de gameplay é só lembrar dos de PS1, só que mais fluído. A história estendia e modificava a história do filme, assim como vários jogos baseados em filmes que existem. A trilha sonora era espetacular e incrível, e não parecia com a do filme. O jogo não era lá essas coisas para os críticos, mas vendeu bem graças ao sucesso do filme, nos trazendo uma sequência.




Spider-Man 2 (The Movie Game)

                
Simplesmente o jogo mais incrível do Aranha para mim! Nunca me diverti tanto em um game de herói como esse, e olhe que joguei vários. Esse game nos trazia uma Nova Iorque aberta para fazer o que quiséssemos como o Homem-Aranha. Esse game sim nos fazia sentir que éramos o cabeça de teia. Novamente esse pegou o embalo do segundo filme do herói que saiu no mesmo ano. O filme foi maravilhoso, assim como o game. Entretanto estou falando sobre a versão de PS2, já que as outras versões, para outras plataformas foi um total desastre!
                Esse game foi produzido pela Fizz Factor e pela Treyarch, distribuído pela Activision, lançado em 28 de junho de 2004. Foi tão bom, que ganhou 9.3 em média nas críticas mundiais. O jogo trazia elementos totalmente novos, e até mesmo realistas, como lançar teias nos prédios e não no céu. Uma física bem detalhada e CGs maravilhosos. Com mais palavras: Os caras não tiveram preguiça. No jogo podíamos pular, lutar, escalar paredes, soltar teias, usar o sentido aranha para nos esquivarmos de ataques. O jogo tinha vilões marcantes, até mesmo o primeiro vilão das HQs do Aranha, o Camaleão! Claro que a história era "adaptada do filme" com detalhes inventados e bem mais coisas, é claro que sem drama. Vilões esquecidos como o Mistério ficaram marcantes nesse jogo. Esse game ficou colocado como: Maiores clássicos do PS2. É claro que isso tudo no PS2. O Jogo foi desenvolvido para PC, PS2, PSP, GC, XBOX, DS, GBA. Em versões diferentes é claro. A melhor versão foi a de PS2 e XBOX, as outras foram um completo fiasco. A de PC nem se fala, totalmente diferente das de console, era ruim, sua jogabilidade era esquisita, gráficos ultrapassados e um enredo ruim. Bom, o game de console foi tão adorado que sua sequência ainda manteve os mesmos elementos, dessa vez, sua sequência foi tão boa quanto...



Ultimate Spider-Man



                Um jogo perfeito para quem é fã dos quadrinhos do Aranha, principalmente para quem é fã do multiverso "Ultimate", que atualmente está lá com o Miles. Bom é claro que esse universo começou com o Peter Parker, e a ideia era começar a história do cabeça de teia novamente com elementos juvenis para os novos leitores de HQs, em outras palavras: Um universo mais adolescente. As HQs depois de um tempo começaram a fazer sucesso, trazendo um game em 2005.
                Produzido pela Treyarch Studios e distribuído pela Activision, lançado em 22 de setembro de 2005. Trazia jogabilidade similar ao lançado em 2004 do filme. Seus gráficos eram cartoonnizados, com incontáveis elementos de quadrinhos. Até mesmo com aparições de outros heróis, como o Wolverine e o Tocha-Humana. A perfeição não acaba por aí, ainda podíamos jogar com o Venom, e comer pessoas pela cidade... no bom sentido. O jogo é até hoje a narração perfeita de HQs em outra mídia. Ganhou 8.8 nas críticas mundiais, o fator de perda de pontos foi que o jogo lembrava muito o seu antecessor (esses críticos...), mas a nota dada pelos gamers foi 9.3. Um jogo que vai te proporcionar diversão até hoje! Esse o NerdSpeaking recomenda!
                
Detalhes técnicos: O plano sequência do jogo era uma troca de quadros de uma página de uma história em quadrinhos. Os gráficos eram moldados para parecer uma arte do mesmo, assim como expressão do personagem. O movimento em câmera lenta era aplicado em devidos momentos, assim como o efeito de movimento de fundo clássico dos quadrinhos. O efeito de iluminação era similar da arte dos quadrinhos "Ultimate Spider-Man". Praticamente todos os elementos de personagens e história foram retirados do universo "Ultimate" da Marvel Comics.




Spider-Man 3 (The Movie Game)



                Esse jogo foi o mais fraco da trilogia dos filmes. Produzido pela Beenox, e distribuído pela Activision, lançado em 04 de maio de 2007, na mesma data do lançamento do filme. O game foi desenvolvido para PC, PS2, X360, WII, PS3, PSP, DS, GBA. Como visto nessas plataformas, o Aranha havia chegado na nova geração da época. Porém chegou bem atrapalhado, além dos gráficos o jogo não trazia nada de novo. No PS2 e WII o jogo tinha gráficos esquisitos e suas versões também. Tentaram polir a jogabilidade, coisa que não deu muito certo. Na nova geração, os gráficos eram legais e a gameplay mais rápida e mais simples.
                A história era adaptada da do filme (que já não era tão boa), e o jogo só fez piorar. Vilões brotando do nada, além de esquisitos... lembro que esse jogo me dava medo quando vinha com esquisitices. A batalha final com o Venom era algo totalmente escroto, pior ainda foi a morte do Harry no jogo (My god! Spoiler!) (Por favor, né...)
                No game podíamos fazer as mesmas coisas dos antecessores, apenas com um ou outro movimento acrescentado. Nova Iorque era livre e aberta (que nem a Felicity do Arrow), e as áreas eram dominadas por gangues. Havia crimes paralelos acontecendo, repetitivos e enjoativos, assim como todo o game. O jogo ganhou 6.9 em média nas críticas mundiais e foi um fiasco.




Spider-Man: Friend or Foe



                Esse jogo matava a saudade deixada pela trilogia do Sam. Os figurinos dos personagens eram os mesmos dos filmes. Afinal o game era uma sequência dos filmes, trazendo os personagens que haviam morrido de volta a vida. Os gráficos, mesmo pra PS2, eram lindos!
                O game foi lançado em 2 de outubro de 2007, desenvolvido pela Next Level Games (as versões de PS2, WII, X360), pela Beenox (a versão de PC) e pela AM & Movement (as versões de DS e PSP). O jogo foi desenvolvido para PC, PS2, X360, DS, WII, PSP. Se tratava de um game de múltiplas versões, mas nem tantas.
                O enredo era o seguinte: Numa noite comum o Aranha é surpreendido pelos seus inimigos que haviam morrido, logo após isso a cidade é invadida por ETs simbióticos escrotos, que ao tocar neles o abduzem. O Aranha precisa descobrir o que diabos está acontecendo e resgatar seus inimigos/amigos que o ajudam nesse caminho. O jogo traz personagens legais, como o Blade o caçador de vampiros, e até mesmo o Punho de Ferro! O jogo não nos trazia uma cidade livre como antes, mas sim era dividido por fases. A história era bem legal, nada demais. Agora a parte mais legal era os "especiais" combinados de cada personagem... cara, era incrível!
                O game vendeu abaixo do que esperavam, mas ainda assim era um bom jogo.



Spider-Man: Web of Shadows

             

  Esse jogo eu ainda tenho, é bem divertido e cria o seu próprio universo adaptado das HQs, trazendo até mesmo personagens como o Wolverine, Luke Cage e etc.
                Produzido pela Treyarch e pela Shaba Games e distribuído pela Activision. Lançado em 28 de outubro de 2008. Se trata de um jogo de mundo livre, mais uma vez. A jogabilidade era similar aos seus anteriores, só trazia uma ou outra coisa nova. Os gráficos eram um cartoon realista. O enredo é legal, mas ao mesmo tempo fraco. Como assim? Tinha um pano de fundo legal, mas a história principal era a mesma coisa sempre. A cidade é dominada por simbiontes zumbis, literalmente. Todos começam a ser infectados, inclusive o Aranha, que domina com maestria, nos proporcionando no gameplay o Spider-Black e o Spider normal. Na história é legal ver os vilões do Aranha sendo tomados pela simbiose. Se você é fã do Aranha e gostou dos outros jogos, não perca esse. As versões de PS2 e PSP eram totalmente diferentes, sendo dividido em fases e classificado como plataforma 2D/3D, era bem legal até, mas comparado as versões da nova geração, mundo aberto e tals... fica bem para trás!
                O jogo vendeu até que bem, ganhou 8.3 nas médias de críticas mundiais e 8.6 pelos jogadores.




 Ufa! Essa ficou grande, mas fiz empolgado e inspirado! Espero que tenham gostado! Avaliem, se possível e comentem. Breve trarei a última parte da saga! Espero que curtam! 


               E você, curte os games do Spider? Qual o seu preferido? Comente!
Espalhe a ideia, comente com os amigos! Compartilhe o que é bom!


/nerdspeaking

The ONE



Thiago Magno:  Desde de jovem o Thiago começou a escrever suas histórias em uma antiga máquina de escrever, guardada pelos seus pais. Desde então começou a criar várias histórias, ingressando no poderoso mundo da escrita. The ONE foi o seu primeiro livro, no qual passou três anos montando o universo. No NerdSpeaking, é o cara que escreve sobre games, HQs e livros, itens estes que já fazem parte de sua vida.

Habilidades e virtudes: - Nerd - Editor - Escritor - Livros - HQs - Ator - Games - História - Roteirista - Refri de Guaraná - Filmes de ação -




Game preferido: Assassin's Creed(saga)
Livro preferido: Os Heróis do Olimpo
Filme preferido: Batman: The Dark Knight
Série predileta: The Flash

Twitter: @ThiTheOne
Instagram: ThiTheOneBook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

\O/ NERD FAZ TEXTÃO!! \O/