26/10/2016

NS INDICA FILMES: Liga da Justiça V Jovens Titãs! - Joe


  Hey pessoas, beleza? Aqui é o Joe, e hoje trago para o NerdSpeaking mais um NS INDICA FILMES! Desta vez, para indicar a mais nova animação da DC intitulada Justice League V Teen Titans (Liga da Justiça V Jovens Titãs), então se você é daqueles que curte uma boa animação cheia de cores e ação, com aquela pipoquinha de lado, lhes convido a mais um NS INDICA FILMES! Confiram.

 Para um melhor aproveitamento desse post, CLIQUE AQUI e ouça a nossa indicação musical!


   Há algumas semanas, uma de nossas leitoras nos pediu que escrevessemos reviews e indicações de animações da DC, Marvel e afins... Pois bem cara leitora, o seu pedido é uma ordem! Começaremos a escrever as nossas novas indicações cinéfilas agora com um teor mais quadrinístico, um teor mais... Super-heroico! A começar por Liga da Justiça V Os Jovens Titãs. O filme foi escrito por Bryan Q. Miller (Smallville) e dirigido por Sam Liu (Superman/Batman: Inimigos Públicos), sendo lançado pela Warner Bros. Animation em parceria com a DC Comics em março deste ano.

    Na verdade, há exatos 10 anos, em uma Comic-Con do passado, a WB e DC anunciaram o futuro lançamento de vários mega-projetos de longa metragem animada dos heróis da DC, dos quais cito Superman: Doomsday (2007) e Justice League: The New Frontier (2008) e entre eles, um longa solo dos Jovens Titãs; Mas o tempo foi passando, as animações do Superman e Liga da Justiça foram lançadas e nada dos Jovens Titãs... Na verdade, o filme entrou num super-sono tão profundo, que foi considerado cancelado. Agora dez anos se passaram, e os Jovens Titãs ganharam forças com as sua série produzida em 2003 e com a Teen Titans Go! – Série infantil ainda em andamento - E então BOOM! Eis que surge das cinzas o tão esperado longa metragem dos Jovens Titãs, que apesar de não ser um filme solo (a Liga tá no meio), é quase que um recomeço para uma das equipes mais queridas da DC! Eis o plot:

   O filme inicia-se como quase todas as animações da DC; No meio do fogo cruzado entre a Liga e uma equipe maligna, que desta vez é a Legion of Doom (Isso mesmo, a clássica Legião do Mal, lá dos Superamigos!) que estão atacando de frente toda a Liga da Justiça em sua base de organizações, conhecida como Hall of Justice, e quando a liga finalmente consegue desestruturar os planos malignos da Legião e rendê-los, eis que um espírito maligno entra no corpo de um deles e o possui, dando-o superpoderes mágicos, que conseguem afetar até o Superman (que como devem saber, tem também como fraqueza a magia).



    Logo uma nova batalha é iniciada e desta vez, para derrotar aquele ser maligno que possuiu o clássico capanga da Legião do Mal. A Liga vai completa para cima dele, mas nada parece conseguir fazê-lo parar. Eis que no meio do fogo cruzado, Robin (Damien, o filho do Batman) lança ao monstro um jato do Batman lotado de explosivos e derrota o bixo. Mas aquilo nada agrada a Liga, pois uma vez que afugentado do corpo do inimigo, eles não conseguirão pegar informações com ele. Depois que a poeira abaixa, a Liga chega no consenso de que Robin não está preparado para a Liga da Justiça ainda, e que ele ainda não sabe trabalhar em equipe. Batman, calculista como é, tem a sábia ideia de manda-lo para um local especial de treinamento, um local para aprender disciplina e o team-work; a Torre dos Titãs! E é aí que a história começa.

   No filme temos uma nova montagem do time dos Titãs; são a Ravena, Besouro Azul (O clássico personagem da DC, lá da época da Morte do Superman), o Mutano e o Robin, sendo todos disciplinados pela Starfire. Pois é, ela não faz mais parte do time dos mutantes, então se você (assim como eu) ainda tem aquela visão da clássica formação dos Teen Titans, vá com calma para não achar tudo estranho de primeira, afinal, mesmo com a formação mudada, temos o aparecimento de todos os personagens originais, com aquele mesmo entrosamento que estamos acostumados a ver!



   A Liga não faz uma grande participação no filme e na verdade, é um tanto quanto desnecessária para o plot, especialmente pelo foco não estar nela. Por muitas passagens ela pode parecer um pouco ingênua, cometendo erros que jamais seriam cometidos se o filme fosse DE FATO da Liga, mas isso é compreensível, pois a DC tinha que dar foco e força para o desenvolvimento dos Jovens Titãs, ao passo que não poderiam deixar que fosse um filme solo (pois precisavam de um nome de peso no filme, para poder ser mais lucrativo), logo fora adicionada a Liga para dar peso à animação e desenvolvimento para os Jovens Titãs. Então não, não é uma batalha da Liga da Justiça contra os Jovens Titãs. Mais uma vez o nome “VERSUS” num filme foi feito apenas para conseguir um maior alcance (cof cof, Batman V Superman...Cof cof...). Na verdade, a batalha (ou microbatalha) entre a Liga e os Titãs não dura mais que um minuto e meio.

   Sobre o desenvolvimento de personagens, a DC conseguiu construir a base quase que igualmente para os Titãs, priorizando o Robin no início e dando um destaque final à Ravena, com um excelente storytelling de sua infância e crescimento, e é justamente o seu desenvolvimento que quero destacar; Sua história finalmente foi desvendada! Somos levados ao universo da Ravena, onde ela nos explica toda a sua infância complicada, de onde vem os seus poderes e qual o motivo de suas palavras mágicas serem “Azarath, Meptus, Zintos” e tudo mais. Temos flashbacks de sua infância, dos seus pais e de sua terra natal, e finalmente podemos entender o por que de ser tão sombria e solitária.

- Considerações Finais:

   O que a DC não tem de filmes live-action ela tem de animações! É perceptível que o filme teve excelentes fontes de pesquisa para a formação de equipe, onde podemos ver vários elementos similares da série animada de 2003, contendo influências até da série Justiça Jovem, com a formação e evolução de Damien como Robin para a equipe. Apesar daquelas velhas ‘mesmices’ de roteiros convenientes, Liga da Justiça V Jovens Titãs é sem dúvida uma excelente animação! Bem encaixada e divertida, o longa ressuscita elementos que já tinham sido esquecidos por nós que um dia acompanhamos aquela “velha” série animada de 2003, então se você quer sentir só mais uma vezinha aquele sentimento de cantar gritando a intro dos Jovens Titãs, certamente você vai gostar bastante desse filme! O NS INDICA!








Espalhe a ideia, comente com os amigos! Compartilhe o que é bom!



Twitter: @oNerdSpeaking
Instagram: NerdSpeaking
SoundCloud: Nerd-Speaking
Facebook: NerdSpeaking
 E-mail: nerdspeaking@gmail.com





Nenhum comentário:

Postar um comentário

\O/ NERD FAZ TEXTÃO!! \O/