30/03/2016

VALE A PENA ASSISTIR? Arrow - Joe


Hey pessoas, beleza? Aqui é o Joe e hoje trago para vocês mais um Vale a pena assistir?, Desta vez sobre a série Arrow, lançada no ano de 2012, tematizada em super-heróis! Confiram.



 Arrow é uma série de televisão desenvolvida pela emissora CW (Sobrenatural, The 100...), cujo gênero varia primordialmente entre ação, fantasia, romance e aventura. Lançada no ano de 2012, Arrow é uma série tematizada em super-heróis, sendo o personagem principal (Oliver Queen) baseado no Arqueiro Verde (Green Arrow), da DC. Eis o plot:

   A série conta a história de um playboy jovem, bilionário, famoso (e babaca!) chamado Oliver Queen, que vivia a vida loucamente, sem se importar com as consequências de seus atos. Vivia em festas, consumindo bebidas alcoólicas, namorando várias mulheres e depois as deixando de “coração partido”. Uma delas era Laurel Lance, com quem namorava (pelo menos é o que ela achava). Um dia, o pai de Oliver o chama para uma viajem em seu Iate, um passeio amistoso. Oliver, como um bom babaca que é, chama secretamente a irmã de Laurel, Sara Lance para o “acompanhar” na viagem. Mas algo deu errado e durante uma tempestade o Iate dos Queen naufragou, deixando toda a tripulação morta e Sara Lance desaparecida. Oliver e seu pai conseguiram entrar num bote salva-vidas com uma quantidade mínima de suprimentos quando tudo aconteceu.


   A deriva, racionando comida e água e muito longe da terra firme, o pai de Oliver realiza que será impossível que ambos sobrevivam com a quantidade de suprimentos contida no bote, então depois de um discurso dramático (que vem a ter sentido no decorrer da série), ele comete suicídio em frente ao seu filho. Tempos depois, Oliver chega a uma ilha isolada no meio do nada, chamada 煉獄 (Lian Yu, purgatório em mandarim), onde começa a aprender a sobreviver na floresta, tendo que caçar para se alimentar ao passo que tenta descobrir o que é aquela ilha deserta, qual a sua finalidade e principalmente: Como sair de lá.
   Isso tudo acaba por ser bem positivo para ele, já que quando consegue voltar para a civilização, ele volta um homem mudado, sem aquele formato de playboy com que saiu. Aprendeu na ilha como sobreviver e como sair de situações complicadas, mas a principal lição (que de algum modo aprendeu) foi a salvar a pessoas e cuidar delas, se tornando o vigilante mais amado e mais odiado de Starlen City: O Arqueiro!

   A série é contada em flashbacks, ou seja, vivenciamos duas vidas de Oliver durante a série, onde num ele vive sua vida pós-acidente (a história onde ele se torna o Arqueiro) e a outra são alguns flashes de memórias de seu passado na ilha, que ajudam bastante a entender o plot do “presente”.


   A série Arrow já ganha créditos por ser baseada em um personagem clássico da DC(O Arqueiro Verde), e mesmo não sendo fiel ao arqueiro original, acaba por ser interessante pelo seu plot e pela nova roupagem dada à ele, que se inspira em tantas outras que vêm surgindo no decorrer desses últimos anos (The Flash, Gotham, Superboy). A primeira impressão que a série deixa não é muito positiva para os fãs de comics, já que aparenta ser uma série muito teen e bem melosa, mas a medida que o plot se desenvolve, é perceptível também o aumento de preocupação dos produtores e roteiristas em deixar a série fluir sem tantas interrupções desnecessárias de cenas de musculação ou demais cenas do tipo.

   A série conta com várias cenas de luta bem ensaiadas(ou não! Hehehe) e várias frases feitas dos próprios personagens principais (e até umas risadas malignas dos vilões!), deixando o teor da série no ponto para quem curte uma história menos desenvolvida, de “bandido contra mocinho”. Mesmo não sendo tão complexa nem tão marcante, Arrow surpreende bastante em vários episódios, onde recuperam pequenas coisas que não faziam diferença nenhuma no passado, mas que agora se fazem úteis, trazendo aquela deliciosa sensação do mindblowing. Arrow também conta com drama e romance, onde vemos diariamente Oliver ter de decidir entre os amores de sua vida e seu trabalho como vigilante, e essa pequena parte do desenvolver da história vai te conquistando aos poucos até o ponto em que você começará a torcer para que uma desses amores consiga se tornar a sua verdadeira paixão.
   Os vilões da série são grandiosas referências às HQs da DC, onde podemos ver, por exemplo, o exterminador, o Arqueiro Negro, Liga dos Assassinos (Liga das sombras) e também o próprio Ra’s Al Ghul, e em sua grande maioria, são inimigos marcantes com um desenvolver envolto de mistérios, para que nós, espectadores, fiquemos vidrados na trama! Sim, as vezes decepciona, pela má leitura da série de algum personagem, como foi o Ra's, personagem que quase nada se aproveita, mas ainda assim, é uma boa forma de prender-nos aos personagens.



 - Vale a pena assistir Arrow?

   Vale sim, mas com ressalvas. Não é uma série de difícil entendimento, nem feita exclusivamente para os fãs de revistas em quadrinhos (apesar de serem presenteados com referências aqui e ali), e mesmo assim é uma série com uma história com uma certa desenvoltura "viciante". Contém efeitos especiais bem atuais, que com o passar das temporadas vão se aprimorando ainda mais, tirando ela da zona de perigo do "pastelão Smallville". Os diretores da série são David Barret e David Nutter, que juntos já manusearam projetos de grande importância, como episódios de Game of Thrones, Terminator: The Sarah Connor Chronicles, Supernatural (série) e Smallvile, o que traz uma segurança quanto a série, já que curiosamente quando juntam seus “poderes”, trazem um conteúdo muito bem aproveitável.
   Sobre o desenvolver dos personagens, não há do que reclamar, já que são extremamente carismáticos e cada episódio é vinculado a um deles. Além disso, os atores e atrizes vivem participando de eventos de fãs e fazem fotos divertidas entre eles quando estão gravando, o que torna a coisa toda ainda mais divertida! No cast temos:



- Considerações finais:

   A série já foi nomeada a mais de 25 prêmios, dos quais 8 levou a melhor, com 4 Leo Awards e um Prism Awards incluídos! Arrow já está em sua quarta te consigo uma grande fan base e certamente está no hall das melhores séries de super-heróis já feitas! Apesar de ter dado uma enorme decaída da 2ª para a 3ª temporada (sobretudo na 3ª temporada, que quase nada se aproveita), Arrow mostra-se novamente uma série relativamente forte em seu retorno na 4ª season. Ainda há muito o que melhorar e inclusive em pontos bem básicos, como desenvolvimento contínuo de personagens, mas nada que atrapalhe de fato em seu desenvolver... Joe indica, o NerdSpeaking recomenda!



Espalhe a ideia, comente com os amigos! Compartilhe o que é bom!



Twitter: @oNerdSpeaking
Instagram: NerdSpeaking
SoundCloud: Nerd-Speaking
Facebook: NerdSpeaking
 E-mail: nerdspeaking@gmail.com



Joe: Joe é o fundador, diretor, organizador e 'âncora' do NerdSpeaking. É o cara que organiza o fluxo das postagens do blog, além de revisá-las antes de irem ao ar! Também é o editor e revisor dos conteúdos em áudio produzido pelo NS. Desde pequeno foi induzido a gostar do mundo clássico e contemporâneo do cinema, logo não tem dificuldades em assistir filmes ou jogar games "atemporais". Um amante do universo Sci-Fi, nunca perde a oportunidade de debater teorias fictícias, que tanto repercutem no cinema.  Multi-útil, escreve de tudo um pouco no blog, mas dedica-se um pouco mais especialmente na parte do cinema, TV e games.


palavras-chave: - Nerd - Mochileiro - Cinema - RPG - HQs - Áudio - Música - Café - blogueiro - editor - Séries - Games - Boardgames - Livros




Game preferido: Alien: Isolation
Livro preferido: Os Últimos dias de Krypton
Filme preferido: Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)
Série Predileta: Revolution
Twitter: @Joegrafia
Instagram: Joegrafia

2 comentários:

  1. Muito bom! tb concordo que a terceira temporada foi uma merda kkkkkkkk

    ResponderExcluir
  2. Hahaha, deixou muito a desejar mesmo... Muito obrigado pelo comentário! Continue nos acompanhando! xD
    #NerdSpeaking #Joe

    ResponderExcluir

\O/ NERD FAZ TEXTÃO!! \O/