13/01/2016

Deadpool – A hora está chegando! - João Ferreira

 
    Pois é, nerds, o ano mal acabou de começar e já vem cheio de novidades. Além da estréia de filmes esperados como Os oito odiados e O bom dinossauro, temos o início da contagem regressiva para a chegada do filme que promete iniciar o “Ano dos super-heróis” com chave de ouro, e com direito a muita zoeira. Isso mesmo, Deadpool está chegando pra f*der geral!


 O filme trás à tona as aventuras do mercenário tagarela Wade Wilson, interpretado por Ryan Reynolds. Todos sabem que essa não é a primeira vez que Deadpool dá as caras no cinema, mas a maioria prefere considerar que o “capeta sem boca” que apareceu em X-Men Origens: Wolverine (2010) simplesmente foi uma piada de mal gosto, até mesmo irônica. Por sinal, Reynolds também interpretou o anti-herói no filme de 2010, e deu um show como o Wade Wilson. Porém, o mesmo não se pode dizer de seu alter-ego, chamado no filme de Arma XI, que foi interpretado por Scott Adkins. Uma lamentável adaptação de Deadpool que ainda assombra a memória dos fãs.

 Mas, fiquem calmos! Pelo que foi visto nos trailers, teasers e pôsteres divulgados, podemos esperar uma adaptação bastante fiel aos quadrinhos, inclusive as piadas sem limites e a violência excessiva, que são características do personagem sarcástico, além das referências à cultura pop. Para os que não o conhecem, Deadpool é um anti-herói da Marvel que surgiu em meados dos anos 90. Como já mencionado acima, seu alter-ego é o mercenário Wade Wilson, um cara que não perde o senso de humor, geralmente negro. Na busca de uma cura para o seu câncer, ele passou por um experimento que o daria “habilidades que a maioria dos homens sonha em ter” (mencionado no trailer do filme), e o processo acabou por desfigurar todo o seu corpo, tornando-se comum comparações com Freddy Krueger (através de mais uma piada soltada no trailer), além de deixá-lo esquizofênico. Com isso, Wade passa a buscar vingança dos responsáveis pelo experimento que o deixara “impegável”, como dito por ele mesmo. Dessa forma, ele se transforma no Deadpool, dando dor de cabeça a todos ao seu redor, literalmente.



   Com classificação indicativa “18 anos” garantida, e por uma boa razão, o filme promete ser uma das surpresas do ano. A FOX tornou-se famosa mais recentemente por cometer pecados que são muitas vezes imperdoáveis pelos fãs, e por buscar meios de “consertar” o problema, que acaba se tornando a maior bagunça. Foi o que ocorreu no universo dos X-Men, após Dias de um futuro esquecido (2014), provando que o Deadpool que acompanharemos não possuirá relação alguma com  X-Men Origens: Wolverine. Vale ressaltar que este foi “apagado” da linha do tempo dos X-Men (assistam Dias de um futuro esquecido), iniciando um universo totalmente novo a ser explorado, e será o mesmo em que Wade Wilson deixará sua marca. Pelos trailers, nota-se que o vilão principal será o Ajax, interpretado por Ed Skrein. O antagonista foi na verdade o responsável pelo experimento que deixou o mercenário tagarela com novas habilidades. Deadpool o considera como seu maior inimigo, já que fora o homem que destruiu sua vida. Para conseguir o que almeja, Wade não se importa em deixar um grande rastro de sangue pelo caminho, até que encontre seu oponente e tenha sua vingança.

 Não é comum ver um filme de heróis com palavrões de sobra, não é mesmo? Deadpool será o diferencial. Descarto aqueles que possuem universos próprios, como Watchmen e Kick-Ass, e foco naqueles que integram o mundo das maiores super-equipes, já que o sarcástico anti-herói marca presença com freqüência nas aventuras dos X-Men. A principal característica dele é o senso de humor negro, bem como sua capacidade de matar, sem piedade, aqueles que são seus inimigos. Além disso, temos o seu fator de cura, similar ao do personagem Wolverine. “Essa é uma história de super-herói diferente”, como mencionado pelo personagem-título durante uma narração do segundo trailer. Podem esperar muita pancadaria e uma história que ocorre através do ponto de vista de um cara que não é o melhor em lidar com problemas emocionais.

 Ryan Reynolds não é o melhor ator para interpretar um personagem da Marvel com tamanha importância para esse universo. No entanto, seu desempenho como Wade Wilson em 2010 foi suficiente para que o diretor Tim Miller o escalasse novamente como o personagem. O ator teve lá seus altos e baixos, e incluo aqui o seu desempenho em fiascos como Lanterna Verde. Porém, quem viu o filme de Gavin Hodd sabe que a atuação de Reynolds como Wade é uma das poucas coisas boas que o filme trás, isso até o personagem se transformar no “Arma XI”.


 Portanto, podemos esperar um filme que seguirá bastante a essência do personagem, fazendo-nos esquecer da sua escorregada na casca de banana, quase seis anos atrás. Com as clássicas piadas pesadas referentes a ícones da cultura pop e a violência extrema, Deadpool não deixará escapar um mero detalhe que seja motivo de repudio. Preparem-se, pois Wade Wilson irá invadir as telas do cinema com direito à ausência de clichês. Ninguém será perdoado (nem o próprio Lanterna Verde de Martin Campbell), pois quando o mercenário tagarela está no pedaço, a zoeira não tem limites.


Espalhe a ideia, comente com os amigos! Compartilhe o que é bom!


Twitter: @oNerdSpeaking
Instagram: NerdSpeaking
SoundCloud: Nerd-Speaking
Facebook: NerdSpeaking
 E-mail: nerdspeaking@gmail.com



Um comentário:

  1. Muito bom, aguardando o filme! Acredito que será um grande sucesso. 👏

    ResponderExcluir

\O/ NERD FAZ TEXTÃO!! \O/