17/05/2015

Sessão Nostalgia #3 - Metal Warriors! - Por Joe!














Hey pessoas, beleza? Aqui é o Joe, e hoje eu trouxe para vocês mais um clássico da infância de muitos, mas desta vez, não se trata de séries de TV, e sim de um épico game, que está entranhado em minha memória...Sim nerds, contemplem o incrível Metal Warriors!




(Pressione Play no vídeo para uma descarga de memórias intensas do Super Nintendo) [Vídeo de abertura do Metal Warriors)




Metal Warriors é um game de Super Nintendo(SNES) no estilo plataforma, criado no ano de 1995 pela LucasArts. Podia ser jogado em single-player ou multiplayer.

 Seu plot é o seguinte: No ano de 2102 o governo Estadunidense caiu nas mãos dos Dark Axis que eram liderados pelo tenebroso Venkar Amon. Para tomar o poder de volta, formou-se um pequeno grupo de grandes e destemidos guerreiros que dariam o troco aos inimigos...Este grupo ficaria conhecido como os Metal Warriors!
 Apesar do Plot ser bem comum para o estilo plataforma, Metal Warriors faz a diferença por diferentes motivos, nos quais cito:

° Cutscenes - é certo que atualmente, podemos ver cutscenes em quaisquer games que compramos( e inclusive alguns games que são APENAS isto). Mas estamos falando do ano de 1995! Isso foi uma das grandes marcas do game, por que não é apenas ter uma cutscene, mas sim ter uma bem feita!

° Músicas - Além das cutscenes citadas a cima, o game porta consigo uma maravilhosa OST, que vocês podem ouvir se clicarem aqui.

° Jogabilidade e dificuldade:  Uma jogabilidade simples, somada a uma dificuldade levemente alta - Os controles e ações são realmente simples. Você pode voar(ou pular, dependendo da "metal machine"), pode atirar, pode mover-se e posicionar a arma para todos os lados(incluindo diagonais), além de poder usar exclusivas armas brancas que variam de personagem para personagem. Mas não é só isso; o diferencial do game, é justamente o controle TOTAL de seu personagem, isto é, além de poder ter diversos modelos de robôs, você pode sair deles e caminhar no formato de um (pequeno) humano com Jet-Pack arma, e muitas vezes, o jogo cobrará que você saia do seu "megazord" e tenha que ligar algum ponto de energia, etc.

°  Robôs -  Como foi dito acima, você pode utilizar diferentes tipos de robôs no decorrer do estágio, e isto foi o que na verdade trouxe o game para a luz. Durante um estágio, você pode mudar de máquina de combate, pois nos estágios haverão robôs desocupados e estacionados. Existem 6 diferentes robôs,o inicial, uma aranha,

° Upgrades - Em áreas específicas do game, você pode recuperar a vida de seu robô e ainda obter upgrades especiais, como lança mísseis, campo gravitacional, bombas plásticas...Etc. Além disso, sua arma pode ser aprimorada, e isso acontece quando você obtém uma caixa com números ou letras escritos nela, e com esse upgrade sua arma pode ficar mais forte ou com um efeito especial, como exemplo, balas teleguiadas ou balas que pulam(isso mesmo, elas quicam)

° Life Points - No lugar de uma barra de vida, que com o tempo vai diminuindo(devido a porradaria) até você morrer(ou no caso, o megazord explodir), o game faz com que a coloração do robô vá mudando, dando uma impressão de desgaste, inclusive quando está perto do robô parar de funcionar, ele fica soltando faíscas e se eletrocuta diversas vezes. Resumindo, quanto mais escuro seu robô ficar, mais perto de explodir ele estará.

 Mas o que trouxe este game aqui não foram só suas cutscenes, seus magníficos robôs(que foi o que na verdade fez o game brilhar), ou suas trilhas sonoras perfeitas. Na verdade, o que torna este game tão divertido é o seu modo de combate.Sério, seja honesto...Quantos jogos de SNES era de fato LEGAIS no modo Versus? A resposta é POUQUÍSSIMOS! Mas este game proporcionou muitas horas de diversão aos gamers da época! Um combate contra o seu amigo, onde existe um estágio relativamente grande, onde o jogador tem de caçar o seu adversário, cujo robô tem pontos fortes e fracos...Cara isso é que é jogo! Isso tudo, é claro, somado com gráficos estonteantes(para a época) onde até o background é bonito! É claro que é um jogo cheio de bugs e errinhos, mas que game não tinha isso, hein? Enfim, sobre experiência própria com o game, eu digo-lhes que foi um dos jogos que mais joguei na minha vida inteira. O game tem um bom plot, uma excelente jogabilidade, ótimas cutscenes e diversos robôs para serem usados...É marcante, é divertido e é nostálgico! O NerdSpeaking recomenda!



E você, nerd? Já jogou este game? Quer que eu traga outra nostalgia para o blog? Deixe-nos saber!
Espalhe a ideia, comente com os amigos! ajude a divulgar o nosso trabalho!



Twitter: @oNerdSpeaking
Instagram: NerdSpeaking
SoundCloud: Nerd-Speaking
Facebook: NerdSpeaking
 E-mail: nerdspeaking@gmail.com


Joe: Joe é o fundador, diretor, organizador e 'âncora' do NerdSpeaking. É o cara que organiza o fluxo das postagens do blog, além de revisá-las antes de irem ao ar! Também é o editor e revisor dos conteúdos em áudio produzido pelo NS. Desde pequeno foi induzido a gostar do mundo clássico e contemporâneo do cinema, logo não tem dificuldades em assistir filmes ou jogar games "atemporais". Multi-útil, escreve de tudo um pouco no blog, mas dedica-se um pouco mais especialmente na parte do cinema, TV e games.
palavras-chave: - Nerd - Mochileiro - Cinema - RPG - HQs - Audio - Música - Café - blogueiro - editor - Séries - Games - Boardgames - Livros

 Game preferido: Wolfenstein (Saga)
Livro preferido: O Guia do Mochileiro das Galáxias (Volume um da trilogia de cinco)
Filme Preferido: Birdman
Série Predileta: Lost in Space
Twitter: @Joegrafia - Instagram: Joegrafia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

\O/ NERD FAZ TEXTÃO!! \O/